Descubra a cor ideal para usar na sua fachada!

Que efeito você quer provocar em seus consumidores?

Com a escolha das cores ideais é possível melhorar o desempenho do seu negócio.

Renovar a fachada de um estabelecimento comercial é um jeito fácil de mudar o visual. Mas decidir a melhor cor para utilizar não é tão simples assim.

 

 

As cores possuem o poder de influenciar a compra de um produto e, até mesmo, atrair mais visitantes até sua loja.

Como as pessoas se interessam pelo visual das coisas, a dica é escolher uma cor para conquistar a atenção. Com escolhas adequadas, você pode melhorar bastante o desempenho do seu negócio.

O tom ideal depende da reação que o lojista pretende provocar no consumidor, mas também deve ter a ver com a identidade da loja.

 

Dicas Importantes para começar:

  1. Preste atenção no entorno do estabelecimento
  2. Escolha uma cor que chame a atenção se quer você se destacar da paisagem
  3. Se você compete com fachadas coloridas, opte por um tom que não dispute a atenção

 

Para te ajudar nesta escolha pesquisa por referências de fachadas comerciais para ter uma ideia de como os projetos arquitetônicos evoluíram e propõem uma nova forma de experimentar marcas, produtos e serviços.

Dependendo do seu orçamento, vale a pena trocar fachada conforme a mudança das estações, mas sempre com o cuidado de escolher cores que não disputam com os produtos expostos na vitrine.

A ambientação também é muito importante. O uso de plantas ou flores pode dar o contraste que você precisa para finalizar o visual.

Especialistas recomendam não sobrecarregar a fachada com tons muito escuros. O mesmo vale para o inverso! Evite o predomínio de tons claros e neutros, a não ser que sejam usados como base para agregar outras cores na decoração.

 

Saiba como escolher as cores ideais para a fachada da sua loja:

Estudos recentes apontam quais são as áreas ativadas e os resultados no comportamento dos consumidores para cada cor.

 

A VERSATILIDADE DO ROSA
Parte do cérebro: Área tegmentar ventral que controla a sensação de recompensa pela saciedade de fome, sede e sexo.
Efeito: Um tom claro sugere inocência. O tradicional remete à feminilidade e rompimento de preconceitos. Já o pink aguça o desejo de iniciar ações individuais.

 

O PODER DO AZUL
Parte do cérebro: Córtex pré-frontal
Efeito: Em tom escuro relaciona-se ao poder, mais claro provoca sensação de higiene, ligado à produtividade e sucesso.

 

A FORÇA DO VERMELHO
Parte do cérebro: Amígdala e núcleo accumbens (estrutura ligada ao prazer)
Efeito: Emoção, dinamismo, sexualidade, virilidade e masculinidade. Em relação ao consumo pode estimular (no caso de alimentos) ou evitá-los (objetivos e lazer).

 

O EQUILÍBRIO DO VERDE
Parte do cérebro: Córtex-pré frontal ligado às decisões, pensamento abstrato e criativo, respostas afetivas e capacidade para conexões emocionais e julgamento social.
Efeito: Remete à natureza, transmite frescor, harmonia, equilíbrio e reforça a ideia de ponderação e coerência.

 

A NEUTRALIDADE DO CINZA
Parte do cérebro: Putâmen que regula a distribuição de dopamina, um neurotransmissor relacionado à sensação de prazer e Ínsula que coordena as emoções.
Efeito: É a expressão mais legítima da neutralidade.

 

A CREDIBILIDADE DO AMARELO
Parte do cérebro: Sistema de recompensa
Efeito: Passa a mensagem de transparência nas negociações ou no objetivo do lucro e, se combinada com outras cores, transmite credibilidade.

 

O CONSERVADORISMO DO MARROM
Parte do cérebro: Sistema límbico, estrutura interna que responde pelas emoções.
Efeito: Cor pesada que sugere conservadorismo.

 

ZEN OU MISTERIOSO DO ROXO
Parte do cérebro: Pólo frontal ligado ao planejamento de ações e de movimento e ao pensamento abstrato.
Efeito: Pode remeter a mistério e também se relaciona à calma e sensatez.

 

A RACIONALIDADE DO BRANCO
Parte do cérebro: Córtex cerebral esquerdo responsável pelo pensamento lógico e pela competência comunicativa.
Efeito: Sugere pureza, cria a impressão de luminosidade e transmite a ideia de frescor e calma. Combinada com outras cores garante harmonia.

 

O DINAMISMO DO LARANJA
Parte do cérebro: Sistema de recompensa que responde pelo prazer e necessidade de repetição prazerosa.
Efeito: Mudança, expansão e dinamismo.

 

A NOBREZA DO PRETO
Parte do cérebro: Amígdala que regula o comportamento sexual, agressividade, medo e memória emocional
Efeito: Sugere mistério, curiosidade ou superioridade, além de nobreza e distinção.

 

E então, preparado para renovar a fachada da sua loja com essas dicas inspiradoras?

 

Deixe o seu comentário: